Wednesday, 18 April 2012

A Guerra dos Tronos - Temporada 2 Episódio 3 (Crítica)

Eu sei que este blog se chama Nom Nom Livros e supostamente será apenas para críticas e outras coisas relacionadas com livros. No entanto eu tenho outros passatempos para além de ler e entre eles está ver séries. Claro que, sendo as Crónicas de Gelo e Fogo uma das minhas sagas preferidas e tendo esta uma adaptação televisiva, eu acompanho todos os episódios e acabei de ver o terceiro episódio da segunda temporada. Uma vez que é a primeira crítica a um episódio da série, isso quer dizer que foi maravilhoso.
Antes de começar a falar do episódio, devo dizer que esta segunda temporada está muito melhor do que a primeira. Mas este terceiro episódio acaba com tudo o resto.
O segundo episódio acabou com Jon Snow a perseguir o Craster e o terceiro começa com o Craster a levar o Jon até à sua "casa" e a dizer a todos os da Patrulha para saírem e nunca mais voltarem. O episódio parte depois para uma série de acontecimentos desde a ida de Catelyn para sul para falar com Renly, passando pelos momentos do Tyrion com Shae, pelas cenas com Theon nas Ilhas de Ferro, pelo sonho de Bran com os lobos, pelo teste de Tyrion aos membros do Pequeno Conselho e pelo melhor diálogo alguma vez escrito (entre o Varys e o Tyrion).
O que me fez adorar este episódio? Neste episódio podemos ver o quão exigente o pai de Theon é e o
quão parva (para não dizer outra palavra) a Asha (na série chamada de Yara) é. Devo confessar que no livro não compreendi bem o "teste" do Tyrion ao Pequeno Conselho. Se não sabem do que estou a falar, é a parte em que o Tyrion diz ao Meistre Pycelle que vai enviar a Myrcella para Dorne, diz ao Varys que a vai casar com Theon e ao Mindinho que a vai casar com o filho da Lysa. Depois de dizer a todos que não podem sob qualquer circunstância dizer à Rainha os seus planos, ele descobre então que o Pycelle não lhe obedeceu e disse à Rainha. Isto prova que o Pycelle era o único que não lhe era leal e então manda-o prender. O que eu gostei também nesta cena foi quando o Tyrion deu uma moeda à "acompanhante" do Pycelle por causa do incómodo e depois deu-lhe outra por generosidade. Este momento, não sei porquê, fez com que o Tyrion ficasse em primeiro lugar na minha lista de personagens preferidas. E depois desta cena toda do teste, vem a conversa entre Varys e Tyrion em que o Varys lhe conta o seu pequeno enigma. Apesar de calma, esta foi a cena mais marcante e arrebatadora de toda a série. A maneira como foi representada fez com que fosse poderosa, magnífica, maravilhosa, única...
Houve, no entanto, várias alterações na adaptação mas que eu não me importo. Uma delas é o facto da Shae não ir trabalhar como criada da filha da Senhora Tanda mas sim como criada de Sansa. Outra foi o facto de terem saltado a parte em que a Arya, o Gendry, o Lommy e o Tarte-Quente fogem pela floresta, depois avistam a aldeia e são capturados pelos homens de Lannister e colocados no armazém, etc.
Quando eu vi a escolha de actores para a segunda temporada e vi a Brienne fiquei um pouco desiludido mas agora que tive a hipótese de a ver representar, acho que fica perfeita para o papel. E a actriz é enorme! Na parte em que ela aparece ao lado de Catelyn, a Cat parece um rato minúsculo e a Brienne um elefante!

video
Mas resumindo e concluindo, o melhor episódio da série em geral até agora (na minha opinião). Digam-me o que é que acharam!

4 comments:

  1. Eu não entendi a cronologia dos fatos na série... por exemplo, a Shae só vira criada quase no fim do livro, e na série isso acontece no terceiro episódio. Ser criada da Sansa ou da Lollys não faz diferença, mas pelo jeito vai cortar uma boa parte da historia, quando ela vivia na mansão sendo visitada pelo cantor, ou quando a Rainha descobre Shae e acaba pegando a pessoa errada... Não gostei disso

    ReplyDelete
    Replies
    1. Provavelmente essas partes também vão acontecer mas de uma maneira um pouco diferente. eles de vez em quando têm de fazer essas alterações por causa do orçamento e do tempo que têm para filmar. também concordo com a tua revolta. eu próprio me senti assim quando vi o episódio, mas espero (e cruzo os dedos) para que eles façam essas partes que são verdadeiramente poderosas...

      Delete
  2. Infelizmente não consigo concordar contigo. Acho que esta temporada está muito mais infiel aos livros do que a primeira, o que me deixa bastante triste visto que a primeira temporada para mim foi fenomenal. E o facto de terem trocado a ordem cronológica dos acontecimentos não ajudou...

    ReplyDelete
    Replies
    1. De início também me senti assim. Não estava nada a gostar do que eles estavam a fazer com a adaptação dos livros para a série e com o facto de eles estarem a alterar a ordem cronológica. Mas depois vi uma entrevista com o George R.R. Martin (creio que foi uma da Google) e comecei a compreender melhor o porquê disto tudo. Temos de compreender que nem todos temos as mesmas personagens favoritas (eu posso gostar da Dany e tu do Tyrion, por exemplo) e eles têm de tentar ao máximo colocar um pouco de cada uma em cada episódio para agradar a todos porque se uma pessoa soubesse que a sua personagem preferida não ia aparecer, provavelmente essa pessoa não ia ver o episódio (isso acontece muito com pessoas que não leram o livro). E também temos de compreender que eles têm um "budget" que não podem ultrapassar e têm de filmar umas cenas num dia e outras noutro dia devido a isso. Eles podem querer filmar uma cena na Nova Zelândia, por exemplo, mas a HBO pode não deixar e têm de deixar essa cena para outro episódio. Daí a alteração da ordem cronológica. E quanto ao facto de acrescentarem cenas que não estão no livro, isso não tem importância (pelo menos para mim) porque não interfere na história e segundo o GRRM algumas dessas partes extras são filmadas porque ele pede... Mas cada um tem a sua opinião e eu respeito a opinião de cada um :)

      Delete