Monday, 11 February 2013

Prelúdio - Opinião

Sinopse:

Dinheiro. É tudo o que Alleth Vairs necessita e tudo o que o levou a juntar-se ao Serviço de Reconhecimento Amorsleano. O trabalho de espião paga bem, mas a nova missão pode trazer-lhe mais do que uma recompensa avultada. E os deuses, dizem, são graciosos...

O duque Rhenquist Alvaro sonha com uma Amorslea forte e unida. Para se certificar que certos obstáculos são removidos desse caminho, terá de operar nas sombras, manipulando os destinos do reino com jogos de poder.

Stephan Kallistos é atirado à força para o comando de um regimento destroçado após uma esmagadora derrota da Confederação. A promoção não lhe agrada, te todo. De facto, o avanço na carreira pode revelar-se terminal.

Do Norte Gelado os Crentes lançam-se uma vez mais contra os hereges do sul, e Quanon da Chama avança com os seus irmãos de templo nas fileiras da frente, pronto para a batalha.

Neste primeiro volume da saga Downspiral, a primeira saga steampunk em português, o leitor percorrerá por terra, água e ar os Reinos de Vapor, acompanhado por várias personagens cujos destinos se entrecruzam - e, mais importante de tudo, começará também ele a questionar-se: o que é o Sopro, para que serve, e porque tantos o procuram?

Opinião:
Um dos melhores livros que já li, sem dúvida. Sendo eu um fã hardcore de fantasia, tendo a ser bastante crítico quanto aos livros que se enquadram neste género e digo desde já que "Prelúdio" o primeiro livro de uma saga e de um autor promissores, não me desiludiu, de todo.
As personagens referidas na sinopse são apenas 4 das dezenas que encontra-mos ao longo do livro sendo que estas apresentadas são as principais. Stephan foi, sem dúvida, o meu favorito, apesar de estar numa luta renhida com Alleth que também foi bastante interessante. As personagens são-nos apresentadas num estilo muito Martiniano, bastante complexas e completas com tudo o que é preciso para ou gostarmos ou odiarmos. As duas personagens que referi são as únicas que têm direito a pedaços do seu passado o que eu achei um pouco triste porque gostava de saber mais sobre o que aconteceu antes de tudo isto ter tido lugar mas de certa forma compreendo que esta informação terá de ser espalhada pela saga porque senão este livro teria bem mais do que 800 páginas devido à quantidade de personagens. O facto de ter muitas personagens pode ser um aspecto negativo tendo em conta que o leitor se pode baralhar e confundir certas personagens mas para aqueles que já leram e que gostam de livros do género fantástico não terão qualquer problema com isto.
Outro aspecto fulcral e majestoso neste livro é o world-building, um dos melhores que já li e, atrevo-me a dizer, talvez tão bom ou melhor do que o de Tolkien. É bastante complexo mas ao mesmo tempo real porque não se torna demasiado fantasioso. Dentro do world-building, gostei do facto de a história que supostamente conhecemos do mundo real e que também seria aplicada aqui foi modificada (ex.: no mundo de Anton Stark os Humanos descendem de lobos e não de primatas). Ao longo do livro temos a sensação de que o autor conhece bem o seu mundo e podemos ver que sabe toda a sua história.
O enredo também é algo bastante bem desenvolvido. No início temos a sensação de que estamos a ler sobre umas personagens completamente aleatórias mas ao longo do livro, com cada virar de página e com o início de cada capítulo, podemos ver que, pouco a pouco, as personagens começam todas a ligar-se umas às outras, começamos a assistir à criação de elos de ligação entre as várias personagens e apercebemo-nos que desde o início que tudo fez sentido, nada foi aleatório.
A escrita do autor também algo de louvar. As descrições são perfeitas e fazem com que o livro se desenrole na nossa cabeça como um filme. A estrutura do livro é outra coisa diferente e que quero mencionar. Não é uma narrativa na 3ª pessoa em que o narrador é omnipresente e conhecedor de tudo, nem é contado na 1ª pessoa nem em POV mas sim uma mistura entre capítulo na 3ª pessoa e POV o que cria uma estrutura diferente e que ao princípio estranhamos mas que depois se torna perfeita para descrever o que se passa.
Um dos únicos e principais problemas que tive foi o final que mais pareceu um intervalo do que um final, como quando vamos ao cinema e fazem uma pausa a meio do filme. Outro problema foram os erros ortográficos que se acumulavam com cada página mas sei de fontes seguras que já foram todos corrigidos.
Um livro fantástico, sem dúvida, e que recomendo a todos os que apreciam o sublime género da Fantasia. 9 em 10 estrelas, um Brilhante. Leiam: é português, é óptimo e é de um autor novo e diferente que tem tudo o que necessita para se tornar num autor reconhecido até internacionalmente.

Até à próxima e... boas leituras!

10 comments:

  1. Hmmm...fiquei bastante curiosa, parece ser um excelente livro *.*
    Vai para o topo da minha wishlist!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Lê, é mesmo bom! Se o quiseres tens de falar com o escritor mas se não conseguires contactá-lo, pede-me que eu digo-lhe :D

      Boas leituras

      Delete
    2. Pois, é que não faço ideia como adquirir o livro, não há propriamente há venda em lojas físicas pois não? :/ Não te importavas então de contactar? Agradecia-te imenso :)

      Delete
    3. Eu também estaria interessada, se não te importares :)

      Delete
    4. Eu vou já falar com o autor e já trato de tudo :D

      Delete
  2. Olá Pedro,

    Concordo inteiramente contigo, estamos na presença de um verdadeiro diamante, não como Tolkien, mas com muito potencial, penso que este livro foi apenas um preludio para algo que ainda deve estar para vir nos livros seguintes, pelo menos é a ideia que tenho.

    Com personagens interessantes, um enredo complexo mas bem estruturado e acima de tudo uma escrita muito boa, penso que estamos na presença de um escritor que ainda vai dar que falar.

    Alleth Vairs é a minha personagem favorita ;)

    Resta ainda elogiar o esforço que a editora fez em apostar num escritor nacional e a um preço muito bom

    Gostei de ler o teu comentário, a ver se o escritor aparece ;)

    Abraço

    ReplyDelete
    Replies
    1. Boas Fiacha,

      Também tenho essa ideia de que isto é apenas uma espécie de introdução para os próximos livros (faltam 3, são 4 no total) e o autor já me mandou um ou dois capítulos que provavelmente vão fazer parte do próximo livro e digo já que as coisas vão ficar ainda mais interessantes.

      Esqueci-me de referir a ousadia da editora ao apostar numa saga steampunk fantasia portuguesa logo no seu início mas só desejo que esta editora vingue porque as pessoas que a dirigem só aceitam material de qualidade. Veremos!

      Abraços

      Delete
  3. (Anton Stark here!)

    Um muito obrigado, Pedro. Honestamente, tu e o Fiacha ainda hão de me fazer rebentar de embaraço xD Agradeço-vos imenso pelo apoio e pela confiança. Não sei se a comparação a Tolkien será válida, de todo xD mas ainda bem que gostaram da minha história.

    Relativamente aos problemas que ela tem, são todos válidos, principalmente o do final. na pressa de terminar o manuscrito deixei as coisas demasiado em aberto, de tal maneira que o primeiro capítulo do 2º volume, que já está em andamento, serviria muito bem como capítulo final deste primeiro livro da série.

    As encomendas de livros por agora passam ou por mim ou pelo e-mail provisório da Editorial Arauto (editorial.arauto.geral@gmail.com). É um projecto muito recente (do qual eu faço parte), e o site ainda se encontra em construção (mas está muito, muito para breve o seu lançamento). O livro custa 11€ e apenas mais 1€ de porte, se o desejarem. Para mais detalhes podem enviar-me um e-mail para anton.stark.esq@gmail.com ou mandar-me uma mensagem via Facebook :)

    Uma vez mais muito obrigado,

    Anton Stark.

    ReplyDelete